REDE PELA CIRCULARIDADE DO PLÁSTICO COMPLETA CINCO ANOS

    28/04/2023

    Iniciativa criada pela ABIPLAST em prol da Economia Circular do plástico já tem 66 empresas membro

    A primeira iniciativa brasileira em prol da economia circular do plástico completa, neste mês, cinco anos de existência. A Rede pela Circularidade do Plástico, criada pela ABIPLAST, reúne hoje cerca de 66 empresas membros de todos os elos da cadeia estendida do plástico (Petroquímicas, Químicas, Aditivos e Distribuidores, Transformadores, Indústrias de Bens de Consumo, Rede de varejo, Cooperativas, Gestores de Resíduos, Recicladores e Consumidor) com o objetivo de impulsionar a Economia Circular do Plástico. A rede foi criada para fomentar um ambiente fértil de discussão da cadeia para que os compromissos assumidos pelas empresas globalmente fossem possíveis de serem atingidos no Brasil a partir da interação, considerando o ambiente pré-competitivo.

    Como uma das principais iniciativas da Rede, a RETORNA, ferramenta on-line e gratuita, calcula o índice de reciclabilidade da embalagem plástica, além de determinar a possibilidade real de reciclagem, criando uma metodologia comum para todas as companhias no desenho de suas embalagens, tanto em aspectos técnicos quanto mercadológicos. A solução contribui para o design de embalagens com base nas pesquisas nacionais da infraestrutura e logística disponíveis em cada estado. Em 2022, foram feitas 269 análises no total, com 197 usuários da plataforma, sendo 147 empresas.

    O plástico, no Brasil e no mundo, é um dos materiais mais funcionais, utilizado em embalagens para alimentos e bebidas, cosméticos, produtos para limpeza doméstica, na indústria automobilística, equipamentos médico-hospitalares, vestuário, eletrodomésticos, entre outros, tornando-se presente em 95% da matriz industrial brasileira.

    A Unilever, uma das empresas membros da Rede, revela que a iniciativa ajuda a impulsionar a pauta da circularidade com relevância. “Nos apoia para estarmos atentos e vigilantes na questão da circularidade do plástico junto a empresas, entidades e órgãos que compreendem toda a cadeia – desde os produtores da resina, os coletores dos resíduos até as empresas de bens de consumo, para, então, acelerarmos e impulsionarmos o tema com a importância que ele merece e precisa”, comenta Juliana Marra, Líder de Relações Institucionais e Governamentais da Unilever.

    Juliana ressalta, ainda, que esta parceria é fundamental para a empresa pois constrói poderosas conexões, gerando discussões produtivas, além da busca por inovação, parceria e engajamento de toda a cadeia. “Isto porque, assim como a Rede, a Unilever acredita que lugar de plástico é na economia, de maneira circular, e não na natureza”.

    Para 2023, duas iniciativas estão sendo encaminhadas: a primeira é a expansão do Projeto Recicla Cidades, implementado no Guarujá em 2022, liderado pela ONG Espaço Urbano. O projeto realiza a capacitação de agentes públicos, gestores de resíduos e outros profissionais envolvidos na cadeia produtiva do plástico para o aprimoramento da destinação correta dos resíduos por meio de diversas ações e da conscientização da população com projetos de educação ambiental.

    Com menos de um ano de existência, o Recicla Guarujá já teve um impacto importante nas suas áreas de atuação, tanto na capacitação quanto na destinação correta dos resíduos. Como resultado, o projeto contabilizou mais de 84,7 toneladas de resíduos plásticos recuperados, 3,2 milhões de unidades de embalagens plásticas destinadas corretamente pós-consumo, 400 pessoas capacitadas nos cursos de formação e 46.780 mil cupons trocados na campanha “Seu Reciclável Vale um Iphone”.

    Além disso, a Rede está focada no Circula Flex que visa fortalecer a logística reversa de embalagens flexíveis. Por meio do projeto, acontece a identificação e homologação de recicladores de embalagens flexíveis e seus raios de atuação para compra de material de cooperativas de catadores, além da comercialização das embalagens para que tenham viabilidade econômica. A iniciativa realiza o acompanhamento de todo o sistema de separação, transporte e destinação das cooperativas homologadas e também desenvolvem atividades de educação ambiental com as comunidades.

    Sobre a Rede

    Criada a partir de uma mobilização articulada pela ABIPLAST (Associação Brasileira da Indústria do Plástico), em abril de 2018, a Rede pela Circularidade do Plástico é a primeira iniciativa brasileira em prol da Economia Circular. A Rede envolve todos os elos da cadeia estendida do plástico em torno da discussão e do desenvolvimento da Economia Circular no processo produtivo. O foco é aprimorar as interações e a geração de novos negócios aos atores da cadeia de reciclagem do plástico. Entre os participantes estão os associados da ABIPLAST (recicladores e transformadores), a indústria petroquímica, a indústria de bens de consumo, o varejo e as cooperativas de catadores.

    Sobre a ABIPLAST

    A Associação Brasileira da Indústria do Plástico (ABIPLAST) representa o setor de transformados plásticos e reciclagem desde 1967, atuando para aumentar a competitividade da indústria. Para isso, realiza ações que promovem novas tecnologias, novos processos, pesquisa de produtos com foco na sustentabilidade, entre outras. A concreta implementação da economia circular na cadeia produtiva está no topo das prioridades da ABIPLAST. A entidade, referência no tema, desenvolve juntamente com seus associados ações que preparem os setores para a nova realidade que se delineia, avançando gradualmente em direção a resultados efetivos. A ABIPLAST representa atualmente 12,1 mil empresas que empregam um total de 322,9 mil pessoas.

    Próximos Eventos

    Curso Embalagens Flexíveis – 4 a 8 de março

    04/03/2024 - São Paulo - SP

    Saiba Mais

    © 2018 - ABIPLAST - Associação Brasileira da Indústria do Plástico - Todos os direitos reservados.