PLASTIWEBER LANÇA RESINA PRODUZIDA COM RESÍDUOS PLÁSTICOS ORIUNDOS DE REGIÕES COSTEIRAS

    19/06/2024

    ● Empresa garante rastreabilidade do plástico reciclado e fortalece parcerias com cooperativas de regiões litorâneas;
    ● Resina Blue Ocean é validada pelas principais certificadoras do setor.

    A Plastiweber, empresa de soluções sustentáveis em plástico do Rio Grande do Sul, anunciou o lançamento de uma nova resina produzida exclusivamente com material plástico oriundo de regiões costeiras, a Blue Ocean. Com a solução, é possível desenvolver novas embalagens com plástico reciclado, evitando que os resíduos cheguem ao oceano. Para garantir a rastreabilidade sobre a origem da matéria-prima, a Plastiweber utiliza a plataforma Recircula Brasil.

    O novo produto resulta da ampliação do ecossistema da Plastiweber, que já contava com diversos atores do varejo, gestores de resíduos, cooperativas e projetos sociais. Agora, a empresa está ampliando a parceria com cooperativas de regiões com até 50 quilômetros de distância do mar, as quais garantem que os resíduos plásticos não cheguem aos mares e rios.

    Além de trabalharem com um material feito a partir de plástico reciclado pós-consumo, as companhias que utilizarem a resina ou a linha de embalagens Blue Ocean poderão avançar em suas metas ESG, apoiando projetos socioambientais, fomentando uma economia mais circular e gerando benefícios. A cada tonelada de resina pós-consumo usada, cerca de 48 mil embalagens plásticas são recuperadas.

    O CEO da Plastiweber, Moisés Weber, celebra o lançamento do novo produto, já validado pelas principais certificadoras do setor, como EuCertPlast, RecyClass, SMETA e Senaplas:

    – A melhor forma de evitar a poluição do mar é evitar que o plástico chegue a ele. Mais de 90% dos plásticos dos oceanos são originários do continente, arrastados pelas chuvas e córregos para os rios e, posteriormente, aos oceanos. Esse é um dado alarmante e, por isso, precisamos criar um sistema de captura dos plásticos nas regiões próximas às costas. A melhor maneira de fazer isso é agregando valor ao material para fomentar um sistema de reciclagem viável e rentável, estimulando o crescimento da cadeia. Para isso, além de um valor diferenciado, as cooperativas recebem um crédito para cada quilo de plástico triado e vendido à Plastiweber, a fim de realizar investimentos e estimular o crescimento do negócio – comenta.

    A utilização de um quilo de material reciclado corresponde à redução de emissão de 2 toneladas de CO2 equivalente em gases do efeito estufa, além de reduzir o consumo de 3.022 quilowatts de energia elétrica, de 1.190 litros de petróleo e de 7,89 litros de água.

    – Esse lançamento é mais um passo importante para nós e as empresas podem atestar o uso de resina reciclada para seus consumidores, com grandes benefícios socioambientais – destaca Weber.

    Com 25 anos de experiência na produção de plásticos flexíveis, filmes e polímeros reciclados, a Plastiweber é reconhecida por oferecer uma linha de embalagens secundárias com conteúdo até 100% PCR para aplicações de alto desempenho. O ecossistema conecta diversos atores da cadeia produtiva – sociedade, varejo, gestores de resíduos, cooperativas e projetos socioambientais – para garantir o retorno do material plástico pós-consumo à indústria.

    Informações à imprensa – Plastiweber:
    Camila Nogaroli – 21 99871 4669 / [email protected]
    Maria Vitória Santos – 21 97226 1076 / [email protected]
    Renata Nalim – 21 98196 1399 / [email protected]
    Tulio Brandão – 21 99214 4465 / [email protected]

    Próximos Eventos

    Solenidade de lançamento Recircula Brasil

    26/07/2024 - CNI SÃO PAULO

    Saiba Mais

    © 2018 - ABIPLAST - Associação Brasileira da Indústria do Plástico - Todos os direitos reservados.