DESEMPENHO DO SETOR PLÁSTICO É BOM TERMÔMETRO DO PIB BRASILEIRO

    09/08/2019

    Um levantamento da série histórica, feito pela Associação Brasileira da Indústria do Plástico (ABIPLAST), revela que a produção física de transformados plásticos tem correlação de 85% com o desempenho do PIB, medido pelo Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br). O comportamento da indústria de produtos plásticos mostra-se, então, um bom indicador antecedente da economia brasileira.

    Os movimentos do setor plástico em um mês têm forte relação, na mesma proporção, com o comportamento do PIB no mês subsequente. Tal correspondência se explica pelo fato de o material ser aplicado em diversas cadeias produtivas, como na construção civil, nas indústrias automotiva, alimentícia, de bebidas, de produtos farmacêuticos, de higiene e limpeza.

    No primeiro semestre de 2019, a produção de produtos plásticos teve um recuo de 2,2% em relação ao mesmo período do ano anterior. Nesse período, os segmentos que mais contribuíram para a retração da indústria do plástico foram o de eletrônicos (-6,6%) e o de artigos de higiene pessoal e limpeza (-2,7%); enquanto contribuíram positivamente os setores de bebidas (+5,7%) e automotivo (+3,5%).

    Apesar disso, a expectativa é que o cenário melhore no segundo semestre com as reformas econômicas anunciadas pelo governo. A ABIPLAST acredita que o setor vai encerrar o ano com um crescimento de 0,7% – número próximo ao projetado por economistas e pelo FMI para o PIB.

    Janeiro de 2012 a abril de 2019

     

    Próximos Eventos

    37º Encontro Nacional do Plástico | Edição Online

    27/11/2020 - Online

    Saiba Mais

    © 2018 - ABIPLAST - Associação Brasileira da Indústria do Plástico - Todos os direitos reservados.