COM APOIO DE 35 INSTITUIÇÕES BRASILEIRAS, ALIANÇA DE RECICLAGEM DE EMBALAGENS E CIRCULARIDADE DOS RESÍDUOS FOI LANÇADA NO MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE

    28/06/2023

    Evento ocorreu na manhã de 28 de junho, com a participação dos membros da Aliança, representantes de órgãos públicos, setor privado e sociedade civil

    O Brasil é responsável pela produção de 27,7 milhões de toneladas anuais de resíduos recicláveis, de acordo com a edição 2022 do Panorama dos Resíduos Sólidos, e possui um potencial enorme para ampliar os índices de reciclagem no país e liderar esse tema no mundo. Pensando nisso, instituições brasileiras se reuniram para criar a AGIR – Aliança Nacional pela Gestão, Recuperação e Reciclagem de Embalagens e pela Circularidade dos Resíduos . O lançamento oficial aconteceu na quarta-feira, 28 de junho, no auditório do Ministério do Meio Ambiente.

    A AGIR nasce como um espaço de diálogo e compartilhamento de experiências, além de formulação, proposição e divulgação de medidas e ações que colaborem para atividades relacionadas à recuperação e reciclagem das embalagens.

    Na agenda da Aliança, estão previstos pesquisa e harmonização da base de dados e informações sobre o setor, estudos, publicações, promoção de seminários, reuniões técnicas e outros eventos para contribuir com a melhora da qualidade do ambiente urbano e fortalecimento do enfrentamento às mudanças climáticas, propiciando a transição para um modelo de economia circular.

    Os resíduos estão no centro do debate global acerca de mudanças climáticas, tanto é que a ONU acabou de criar um conselho específico para tratar do tema, ligado diretamente ao seu Secretário Geral.

    “A AGIR será uma referência no país para avançar com políticas que garantam a circularidade dos resíduos, diminuindo impactos ambientais e promovendo inclusão social que os resíduos trazem com a participação dos catadores de materiais recicláveis”, pontua Dione Manetti, presidente do Instituto Pragma e um dos articuladores para criação da da AGIR.

    Para a Associação Brasileira da Indústria do Plástico (ABIPLAST) que representa nacionalmente as indústrias de transformação e reciclagem de plástico responsável por 12,7 mil empresas e quase 360 mil profissionais, mais do que defender os interesses e prestar assistência à categoria por meio de diversos serviços e iniciativas, é necessário valorizar o plástico e promover o setor e sua competitividade, bem como os avanços tecnológicos com foco na sustentabilidade.

    Paulo Teixeira, Diretor Superintendente da ABIPLAST, ressalta que, por parte das entidades, há urgência em dialogar sobre o futuro da reciclagem e da circularidade no Brasil.

    “Precisamos nos aprofundar nesses temas, mas isso só vai acontecer se houver um esforço coletivo, com responsabilidade assumida por todos os atores da cadeia e esperamos que isso aconteça a partir desses encontros da Aliança com o setor público.”

    Presidente da International Solid Waste Association (ISWA) e diretor presidente da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (ABRELPE), Carlos Silva Filho observa que o modelo atual, linear, de gestão de resíduos, está esgotado.

    “A conjuntura global nos mostra que novas práticas e soluções sistêmicas são fundamentais para superar os déficits existentes. A conjugação de esforços entre várias entidades integrantes da Aliança buscará promover ações para uma mudança de perspectiva, rumo a uma maior valorização das embalagens e circularidade dos resíduos”.

    A Aliança é composta, inicialmente, por 35 instituições, entre elas entidades de representação de empresas do setor produtivo do país, representações de catadoras e catadores de materiais recicláveis, instituições públicas da área ambiental, entidades gestoras de logística reversa e organizações da sociedade civil ligadas ao tema, com atuação nacional e internacional.

    O evento reunirá membros da Aliança, além de representantes de órgãos públicos, setor privado e sociedade civil.

    “O lançamento da AGIR marca um momento importante para o avanço das políticas e ações voltadas à circularidade dos resíduos no país construção e coloca o Brasil na vanguarda de tema a nível Global”, conclui Manetti.

    Serviço

    Data: 28 de junho, às 9h

    Local: Auditório do Ministério do Meio Ambiente, localizado em Bloco B, Eixo Monumental, DF

    Imprensa

    Próximos Eventos

    Bioplastics Brazil 2024

    24/04/2024 - São Paulo - SP

    Saiba Mais

    © 2018 - ABIPLAST - Associação Brasileira da Indústria do Plástico - Todos os direitos reservados.