ABIPLAST ENCERRA ANO OTIMISTA E FECHA ALIANÇAS PARA 2020

    10/12/2019

    Acordo de cooperação técnica com a ABDI e renovação de programa de exportação com a Apex-Brasil foram assinados durante jantar institucional

    “Apesar de todas as dificuldades, estamos entrando em um período virtuoso”, disse o presidente da Associação Brasileira da Indústria do Plástico (ABIPLAST), José Ricardo Roriz Coelho, durante o 36º Encontro Nacional do Plastico (ENP). “Temos indícios de que nossa economia começa um processo de recuperação, depois da maior recessão de todos os tempos, e há indicativos de que nos próximos anos teremos mais investimento”. A perspectiva otimista para o setor foi compartilhada com representantes da indústria e do governo durante o jantar anual da entidade, realizado na noite da sexta-feira (29), em São Paulo.

    Roriz Coelho falou, no entanto, que há um conjunto de reformas necessárias para a consolidação desse patamar e apontou o Custo Brasil – estimado em R$ 1,5 trilhão – como um entrave ao investimento e à competitividade do País. Para o biênio 2020-2021, o cenário deve ser melhor: “O Brasil deverá ter, no mínimo, o dobro do crescimento econômico observado em 2018 e 2019”.

    O presidente da ABIPLAST também destacou que um grande desafio é a mudança do modelo de consumo e de produção, uma transição que oferece muitas oportunidades para o protagonismo do setor plástico.

    Nesse contexto, a economia circular e a mineração urbana vêm ganhando cada vez mais espaço nos negócios. Para fomentar projetos e ações que acelerem esses novos modelos, a ABIPLAST assinou no jantar um acordo de cooperação técnica com a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI). Igor Calvet, presidente da entidade, mencionou a resiliência da indústria na defesa do setor, com um olhar para o futuro e para a produção e o consumo sustentáveis.

    Ainda na cerimônia, foi assinada a renovação do programa de exportação em conjunto com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), para ampliação de aportes e maximização de metas, garantindo cada vez mais eficiência no apoio às vendas e à presença internacional das indústrias do setor. Em sua fala, o presidente da Apex, Sergio Segovia, evidenciou o sucesso do programa Think Plastic Brazil e os 16 anos dessa parceria, que compreendeu 161 iniciativas, com a geração de US$ 739,3 milhões em negócios.

    Representando o governador João Doria, a secretária de Desenvolvimento Econômico de São Paulo, Patricia Ellen, disse que o governo está feliz com o setor – incluído entre os 12 Polos de Desenvolvimento do Estado –, para o qual tem grandes expectativas. Com vistas ao futuro, a executiva disse que a Secretaria está comprometida em melhorar a posição do Brasil no ranking de ambiente de negócios.

    Por sua vez, a vereadora Janaina Lima ressaltou que o desafio do setor é construir pontes e ter as decisões públicas baseadas em dados e fatos.

    Já os quatro homenageados da 36ª edição do ENP foram: Laura Erica Canteiro, presidente da Embaquim; Albano Schmidt, presidente do SIMPESC – Sindicato da Indústria de Material Plástico no Estado de Santa Catarina; Gilvan Severiano Leite, presidente do SINPLAST/ AL – Sindicato das Indústrias de Plásticos e Tintas do Estado de Alagoas; e José da Rocha Pinto, ex-presidente do SIMPERJ – Sindicato da Indústria de Material Plástico do Estado do Rio de Janeiro.

    CONFIRA AS FOTOS DO 36º ENCONTRO NACIONAL DO PLÁSTICO.

    Próximos Eventos

    37º Encontro Nacional do Plástico | Edição Online

    27/11/2020 - Online

    Saiba Mais

    © 2018 - ABIPLAST - Associação Brasileira da Indústria do Plástico - Todos os direitos reservados.