PRODUÇÃO DO PLÁSTICO REGISTRA ALTA DE 7,3% NA COMPARAÇÃO COM ABRIL DE 2017

    25/06/2018

    A produção física do setor de transformados plástico em abril teve queda de 3,7% – já com o ajuste sazonal. O mesmo ocorreu com o consumo aparente, que apresentou redução de 8,3%, ambos na comparação com o mês anterior. No comparativo com abril de 2017, o resultado é positivo: alta de 7,3% na produção física.

    Os dados do acumulado do ano também apontam para uma discreta retomada. De janeiro a abril o setor registrou crescimento de 5,5% em sua produção física e de 6,7% no consumo aparente, ante ao mesmo período do ano anterior. No que se refere a novos postos de trabalho, no acumulado do ano foram abertas 4.887 novas vagas. Na geração de vagas por Estado, São Paulo foi o que mais gerou abertura de vagas no setor (2.085), seguido por Santa Catarina (1.383) e Rio Grande do Sul (1.101). Os dados são da Associação da Indústria do Plástico (ABIPLAST).

    “Esse cenário poderia ser ainda melhor o setor não estivesse sendo pressionado pelo aumento de seus principais custos, como matérias-primas e energia. Além disso, os resultados positivos são ainda reflexos de uma base baixa do setor”,  alerta o presidente da ABIPLAST, José Ricardo Roriz Coelho.

    Próximos Eventos

    WEBINAR PERSPECTIVA DO MERCADO DE RESINAS NO BRASIL

    02/12/2020 - ONLINE

    Saiba Mais

    © 2018 - ABIPLAST - Associação Brasileira da Indústria do Plástico - Todos os direitos reservados.