PLÁSTICO TRAZ INOVAÇÃO PARA A AGRICULTURA

    20/03/2018

    Além de características como leveza, versatilidade, resistência, durabilidade e alta capacidade de reciclagem, o plástico está sempre acompanhando as evoluções científicas e tecnológicas. Assim torna viáveis transformações significativas em setores estratégicos da economia, entre eles a agricultura.

    A versatilidade, durabilidade e variedade de material plástico combinadas à tecnologia proporcionam diversas soluções para a agricultura – que vão do plantio até sistemas de cobertura, proteção, irrigação, transporte e armazenamento. Além disso, reduz o custo para o agricultor, tornando o investimento mais acessível para aumento da produtividade.

    Há muitas soluções em plástico na plasticultura, técnica agrícola desenvolvida para  auxiliar os produtores a produzirem mais e melhor, garantindo plantações menos vulneráveis às variações climáticas. Ele ainda contribui para garantir uma colheita em épocas de entressafra, quando o agricultor consegue uma melhor lucratividade da produção.

    “O plástico tem um importante papel no desenvolvimento de soluções sustentáveis e tecnológicas que contribuam para o aumento da produtividade no agronegócio e a redução de possíveis perdas”, ressalta o presidente da Associação Brasileira da Indústria do Plástico (ABIPLAST), José Ricardo Roriz.

    No Brasil, as maiores aplicações do material na plasticultura ficam por conta da produção de flores ornamentais, cultivo de verduras, morango e outras culturas sensíveis. Confira como o plástico em suas diferentes apresentações traz soluções de inovação para a agricultura:

    Silo Bolsa: baixo custo de investimento, facilidade e rapidez são alguns dos benefícios dos silos-bolsas, também conhecidos como silo-bags. A solução em plástico é flexível e permite a armazenagem (grãos, silagem para alimentação animal, fertilizantes etc.), criando uma atmosfera sem oxigênio que impede o desenvolvimento de pragas e insetos. A instalação é fácil, pode ser feita pelo próprio agricultor. Além disso, o investimento é baixo e conserva o produto por até 12 meses.

    Mulching: filme agrícola de dupla face à base de polietileno e aditivos especiais para cobertura do solo, o mulching é muito utilizado no cultivo de hortaliças e frutas. Esse  produto controla o crescimento de ervas daninhas, eliminando a necessidade de aplicação de herbicidas, além de manter a umidade e temperatura do solo. Nas culturas de cítricos, por exemplo, pode gerar uma economia de água em até 70%, tornando os processos mais eficientes e sustentáveis.

    Tela: para proteção  contra o granizo: consiste em um tecido de ráfia feito com polipropileno para cobertura de solo permeável à água e também em coberturas com aditivos anti-UV, reduzindo a luminosidade e mantendo a cultura em condições ideais.

    Reservatórios: o uso de cisternas de polietileno é uma forma simples, durável e de fácil limpeza para o armazenamento de água, permitindo que ela seja distribuída nas áreas desejadas. Além disso, o plástico possibilita levar para regiões isoladas do país soluções de infraestrutura, tais como tubos de PVC para poços artesianos, tubos de polietileno de alta densidade para esgoto e reservatórios de água e fossa séptica com tanques rotomoldados em polietileno.

    Geomembrana: fabricadas em polietileno de alta densidade (PEAD) ou em policloreto de vinila (PVC), essa manta elástica flexível pode ter diversas aplicações em impermeabilização de solo, sendo sua principal utilização em lagos artificiais de decantação – impedindo assim a contaminação do solo, lençóis freáticos ou afluentes próximos. Além disso, a geomembrana é muito utilizada na piscicultura.

    Irrigação: os tubos  em PVC e polietileno, por exemplo, têm excelente estanqueidade, leveza, elevada durabilidade, além de facilidade de instalação e manutenção das linhas de irrigação. A solução garante o desenvolvimento e a qualidade da  plantação,  possibilitando a retenção de água no solo, assim como controla a qualidade, o volume e a frequência da irrigação.

    Estufa: funciona como um berçário, onde as mudas de plantas podem ser expostas à luz do sol e crescem em condições ideais conforme suas necessidades naturais. Também permite aos produtores criar um ambiente apropriado para  o crescimento rápido e saudável da planta, independente das condições externas de altas ou baixas temperaturas e incidência de radiação ultravioleta.

    Ensacamento de Frutos: o uso de tecido não tecido em polipropileno (TNT) na cobertura de frutos ainda no “pé” evita o contato com insetos e contaminação por doenças. Já a sacaria de ráfia (multifilamentos trançados de polipropileno)  é usada para o acondicionamento de café e e para embalar batatas, por exemplo.

    Próximos Eventos

    WEBINAR PERSPECTIVA DO MERCADO DE RESINAS NO BRASIL

    02/12/2020 - ONLINE

    Saiba Mais

    © 2018 - ABIPLAST - Associação Brasileira da Indústria do Plástico - Todos os direitos reservados.