REDE DE COOPERAÇÃO PARA O PLÁSTICO LEVA INICIATIVAS E TENDÊNCIAS PARA PLENÁRIA

    05/06/2019

    Um panorama das principais ações e iniciativas que estão acontecendo ao redor do mundo e rodeiam o universo dos plásticos foi apresentado pela consultoria TriCiclos, responsável pela gestão da REDE DE COOPERAÇÃO PARA O PLÁSTICO, durante a reunião plenária do grupo nesta terça-feira (4), na sede da Braskem, em São Paulo. “São junções de empresas que tentam fazer o que estamos fazendo aqui: conversar, cooperar e tentar solucionar. A maioria percebeu que só se juntar não é tão eficiente, então muitos começam a buscar captação de recursos para investir e construir ações”, explicou Daniela Lerario, CEO da consultoria.

    Dentre as principais iniciativas elencadas, estão a Alliance to End Plastic Waste, a Rethink Plastic e o PACE, do Fórum Econômico Mundial; fundos como Emerson Collective; prêmios como o Innovation Prize e The Circulars; estudos como “What a Waste 2.0”; e pactos como o New Plastics Economy Global Commitment. Já entre as principais tendências observadas pela consultoria estão modelos de reuso, novas formas de consumir, embalagens reutilizáveis, rastreabilidade e transparência.

    Segundo Lerario, ter bons cases e boas práticas é importante para mostrar ao poder público que a cadeia produtiva quer fazer uma aliança e avançar para a concretude da economia circular. Em relação aos consumidores, estudos apontam que a percepção deles está mudando em relação às empresas, embalagens e consciência ambiental.

    Para as organizações que participaram da plenária pela primeira vez, foi destrinchado o funcionamento da REDE, primeira iniciativa brasileira a favor da economia circular que envolve todos os segmentos da indústria do plástico e conta com 37 empresas membro até o momento. “A REDE é um produto de todas as empresas que estão efetivamente interessadas em ver a economia circular do plástico como solução. Estamos ligados a um propósito”, destacou Gustavo Alvarez, à frente do eixo de trabalho Design de Embalagens.

    Os dois grandes objetivos pretendidos pela iniciativa são aumentar a reciclabilidade das embalagens plásticas – sendo o primeiro produto a ser construído pela REDE um Índice de Reciclabilidade nacional único – e aumentar a disponibilidade de sucatas para a reciclagem.

    Na ocasião, também foram divulgados alguns cases de relevância na indústria, como o projeto Reciclar Transforma, da Mídia Sustentável; o Movimento Plástico Transforma, iniciativa da ABIPLAST com a Braskem; a Edukatu, uma rede de aprendizagem para o consumo consciente; e a plataforma Love Green, igualmente da Braskem.

    A próxima reunião da REDE DE COOPERAÇÃO PARA O PLÁSTICO está marcada para 13 de agosto, tendo o Carrefour como membro anfitrião.

    Próximos Eventos

    FOR THE BRAVE

    20/07/2019 - São Paulo / SP

    Saiba Mais

    © 2018 - ABIPLAST - Associação Brasileira da Indústria do Plástico - Todos os direitos reservados.