FERRAMENTA VAI RASTREAR RESÍDUO PLÁSTICO DO DESCARTE À REINTRODUÇÃO NA CADEIA COMO NOVO PRODUTO

    04/07/2022

    É o que propõe ferramenta digital que será criada em convênio firmado entre a ABIPLAST e a ABDI; solução inovadora será voltada a indústria de reciclagem de material plástico, transformadores plásticos e empresas interessadas na circularidade do plástico.

    Rastrear digitalmente os resíduos plásticos desde o descarte deles até a reinserção como matéria-prima na fabricação de um novo produto: é esse o mote de uma ferramenta digital que começou a ser desenvolvida este mês, com previsão de entrega das primeiras funcionalidades em dezembro, e que promete comprovar a circularidade do plástico.

    A iniciativa consta de um convênio assinado no final de maio entre a ABIPLAST (Associação Brasileira da Indústria do Plástico) e a ABDI (Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial), respectivamente gestora e financiadora da medida, no acordo que terá vigência de dois anos. Um primeiro convênio do tipo já havia sido firmado entre as partes, em 2020, para o projeto de gestão de resíduos sólidos urbanos e logística reversa.

    Com o novo convênio, a ferramenta criada vai poder emitir um Certificado de Economia Circular dos plásticos a partir do rastreio de origem dos seus resíduos e da verificação da circularidade, ou seja, do descarte ao reuso deles como matéria-prima a novos produtos e mercados, e com segurança jurídica dos dados utilizados. O parceiro que vai executar o projeto da ferramenta é a empresa Central de Custódia, de São Paulo, que já atua como Verificador Independente dos Resultados de Logística Reversa de Embalagens em Geral, e fará todo o desenvolvimento das informações e dos materiais analisados pela ferramenta.

    De acordo com o diretor-superintendente da ABIPLAST, Paulo Teixeira, na prática, a ferramenta vai se valer dos dados de origem dos resíduos de forma combinada às informações da indústria no uso dos resíduos como matéria-prima e reincorporados em novos produtos.

    “Essa é uma solução que vai nos permitir criar um indicador de circularidade quanto às informações sobre o plástico a partir do momento do descarte, além de mapear todos os agentes da cadeia produtiva em relação a critérios sociais e de governança”, explica Teixeira. “Com isso, é possível também garantir segurança jurídica para as empresas usuárias da plataforma – algo que, no final das contas, torna ainda mais atrativa a adesão a modelos circulares de economia”, complementa.

    Usuários da ferramenta

    Conforme a ABIPLAST, a ferramenta deverá ser usada tanto pela indústria de reciclagem de material plástico, agente essencial à recuperação de resíduos e à reinserção deles na lógica produtiva, que até então não estava contemplado em nenhuma forma de comprovação de logística reversa.

    Outro público-alvo são os transformadores plásticos e brand owners, pois a ferramenta permitirá que eles comprovem a utilização de conteúdo reciclado em seus produtos, com rastreabilidade, contribuindo com seus compromissos individuais de logística reversa e economia circular.

    No caso dos recicladores, por exemplo, como não estão previstos na PNRS (Política Nacional de Resíduos Sólidos), a ABIPLAST avalia que incluí-los nesse projeto é possibilitar a geração de valor percebido para a resina reciclada, o que reforçará a importância desses elos na cadeia.

    “Tornar possível o monitoramento dessa cadeia e, com isso, agregar a ela rastreabilidade, dados e informações regionalizadas de resíduos e de sua reintrodução no mercado, com segurança e transparência, é também possibilitar avaliar gargalos e oportunidades para sua melhoria”, destaca o diretor-superintendente da ABIPLAST.

    Teixeira observa que já a partir dos resultados do primeiro convênio da ABIPLAST com a ABDI foram percebidas oportunidades de incorporar inovação e tecnologia para a cadeia de gestão de resíduos e logística reversa no Brasil – característica marcante de um modelo de economia circular 4.0, inserido no contexto de uma indústria balizada pela transformação digital.

    “Agora, esse novo projeto atende essa oportunidade e traz critérios de maturidade tecnológica à cadeia produtiva de circularidade dos plásticos, aspecto fundamental da economia circular em uma indústria moderna e de processos cada vez mais digitais”, finaliza Teixeira.

    Sobre a ABIPLAST

    A Associação Brasileira da Indústria do Plástico (ABIPLAST) representa o setor de transformados plásticos e reciclagem desde 1967, atuando para aumentar a competitividade da indústria. Para isso, realiza ações que promovem novas tecnologias, novos processos, pesquisa de produtos com foco na sustentabilidade, entre outras. A concreta implementação da economia circular na cadeia produtiva está no topo das prioridades da ABIPLAST. A entidade, referência no tema, desenvolve juntamente com seus associados ações que preparem os setores para a nova realidade que se delineia, avançando gradualmente em direção a resultados efetivos. A ABIPLAST representa atualmente 12,1 mil empresas que empregam um total de 322,9 mil pessoas.

    Sobre a ABDI

    A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) formula e executa ações que contribuem para o desenvolvimento do setor produtivo nacional. Sua missão é estimular a transformação digital dos negócios, com vistas para o aumento da produtividade, competitividade e lucratividade. A ABDI também incentiva testes com novos modelos de negócios e uso de tecnologias em cidades inteligentes. A Agência é indutora da cultura de digitalização na economia nacional, gera inteligência competitiva e é responsável pela articulação entre agentes públicos e privados, sempre com o foco no desenvolvimento econômico e social do país.

     

    Assessoria de imprensa – GBR Comunicação
    Janaina Garcia – janaina.garcia@gbr.com.br/ (11) 98650-8077
    Eduardo Pedro Silva – eduardo.silva@gbr.com.br/ (11) 94350-9841
    Guilherme Brendler – guilherme.brendler@gbr.com.br / (11) 3047-2426

    Próximos Eventos

    39º ENCONTRO NACIONAL DO PLÁSTICO

    02/12/2022 - Villaggio JK

    Saiba Mais

    © 2018 - ABIPLAST - Associação Brasileira da Indústria do Plástico - Todos os direitos reservados.