CÂMARA DOS RECICLADORES DA ABIPLAST REPASSA AÇÕES E PROJETOS EM REUNIÃO NA FEIPLASTIC

    24/04/2019

    Nesta quarta-feira (24), a Câmara Nacional dos Recicladores de Materiais Plásticos (CNRPlas) aproveitou a realização da 17ª edição da FEIPLASTIC – Feira Internacional do Plástico, evento que reúne os principais players do setor na América Latina, para dar um panorama da indústria recicladora e apresentar as principais ações do grupo.

    O coordenador da CNRPlas, Ricardo Hajaj, abriu o encontro comentando que a Câmara, criada em 2012 pela Associação Brasileira da Indústria do Plástico (ABIPLAST), “surgiu para reunir os recicladores do Brasil, uma categoria até então dispersa de pequenas e médias empresas, sem comunicação com o mercado e entre si”.

    Dentre os principais objetivos traçados pela CNRPlas estão a criação de linhas de crédito, a criação de um selo de qualidade e origem para resinas recicladas, o fortalecimento da imagem do plástico reciclado e a qualificação técnica para mão de obra. Junto ao governo, o grupo pleiteia a desoneração para a indústria de reciclagem e a criação de uma identidade tributária específica para reciclados plásticos; e acompanha projetos de leis que tragam incentivos para o setor.

    As ações de 2018 foram detalhas na reunião, com destaque para os lançamentos da Cartilha de Reciclabilidade de Materiais Plásticos Pós-Consumo, do Banco de Resíduos Plásticos e da nova marca da CNRPlas; bem como para a criação da Rede de Cooperação para o Plástico. “A ABIPLAST teve a iniciativa de reunir, há um ano, todos os elos da cadeia produtiva do plástico para desenvolver a economia circular e melhorar nossos processos. É uma rede de expressão, que reúne empresas importantes”, disse Hajaj, detalhando em seguida seu funcionamento.

    A CNRPlas comunicou ainda que trabalha na construção de uma categorização do material reciclável. “Estamos tentando criar padrões para que o mercado converse, do Sul ao Norte, e a gente possa comercializar mais esse material”, afirmou Hajaj.

    O Selo Nacional de Plásticos Reciclados (Senaplas) – “uma referência no mercado hoje” – foi outra iniciativa ressaltada. Enquanto o Senaplas Empresa, já entregue a 14 companhias, atesta o atendimento aos critérios sociais, ambientais e econômicos exigidos por lei; o Senaplas Produto garante ao mercado a maior qualidade da resina reciclada.

    O presidente do Sindicato das Indústrias de Material Plástico do Nordeste Gaúcho (Simplás), Jaime Lorandi, também utilizou a plataforma para dar um status do projeto que visa a criação de uma aliança global para a educação sustentável. O objetivo da articulação, feita em nome da ABIPLAST, é tornar obrigatório o ensino ambiental no Ensino Fundamental e Médio em todo mundo, tendo como projeto piloto a inclusão da disciplina nas escolas católicas.

    Ainda na reunião, o CEO da Comberplast, Francisco Cruz, apresentou algumas iniciativas da empresa chilena, onde entre 60% e 80% do material transformado é reciclado, mostrando que “é possível construir soluções rentáveis e atrativas”. Os principais cases são a reciclagem de redes de pesca para fabricação de skates e molduras de óculos; e o projeto Atando Cabos, que recupera e recicla cordas marinhas de plástico na Patagônia.

    Próximos Eventos

    37º Encontro Nacional do Plástico | Edição Online

    27/11/2020 - Online

    Saiba Mais

    © 2018 - ABIPLAST - Associação Brasileira da Indústria do Plástico - Todos os direitos reservados.