ABIPLAST e CNI discutem alíquota de contribuição previdenciária

    15/05/2015

    Nesta quinta-feira, 14 de maio, representantes da ABIPLAST e do Conselho Setorial da Indústria (Consin), da CNI, dialogaram sobre estratégias de ação política conjunta da indústria para a manutenção dos benefícios da “medida de desoneração da folha de pagamentos”.

    O PL 863/2015, que atualmente tramita na Câmara dos Deputados, prevê o aumento da alíquota de contribuição previdenciária devida pela indústria de 1% para 2,5%, tornando optativa a contribuição pelo faturamento ou pela contribuição previdenciária de 20% sobre a folha.

    A proposta de elevação da alíquota feita pelo governo não foi bem recebida pelo setor plástico, pois ela praticamente anularia os benefícios proporcionados pela desoneração da folha, impactando negativamente diferentes setores produtivos.

    A indústria pretende elaborar uma contraproposta que não ponha em risco as benesses trazidas pela desoneração da folha – segundo cálculos da ABIPLAST, a medida reduziu em meio ponto percentual o custo global do setor, além de gerar um benefício de aproximadamente R$ 250 milhões ao ano.

    A evolução das tratativas com o Governo serão frequentemente reportadas pela ABIPLAST para os seus associados.

    Próximos Eventos

    WEBINAR PERSPECTIVA DO MERCADO DE RESINAS NO BRASIL

    02/12/2020 - ONLINE

    Saiba Mais

    © 2018 - ABIPLAST - Associação Brasileira da Indústria do Plástico - Todos os direitos reservados.