Com ações para impulsionar a competitividade do setor de plásticos, Abiplast apoia a 9ª Interplast

    21/03/2016

    O segundo principal mercado consumidor brasileiro do setor de plásticos está na região Sul do país, que também ocupa a segunda posição em concentração de empresas transformadoras de material plástico. O Sul merece destaque ainda pela presença de um importante polo petroquímico e consequente proximidade a fornecedoras de matérias-primas. É o que enfatiza José Roriz Coelho, presidente da Associação Brasileira da Indústria do Plástico (Abiplast), apoiadora da 9ª Interplast – Feira e Congresso de Integração da Tecnologia do Plástico -, de 16 a 19 de agosto, em Joinville (SC).

    O apoio vai ao encontro do objetivo estratégico da associação de promover o aumento de competitividade da indústria brasileira de transformados plásticos.
    “Eventos como a Interplast, que difundem conhecimento e tecnologia, auxiliam o aprimoramento da produtividade de nossa indústria, o que impacta positivamente na melhoria da competitividade das indústrias brasileiras de transformados plásticos”, destaca Coelho.

    Recentemente a entidade divulgou os dados do setor, afirmando que a produção da indústria brasileira de transformados plásticos caiu 8,7% em 2015, com uma produção de 6,1 milhões de toneladas de artefatos plásticos. Essa foi a pior queda já enfrentada pelo segmento desde a crise iniciada em setembro de 2008, que apresentou sérios reflexos no mercado mundial e brasileiro durante o ano de 2009, período em que a produção do setor recuou 13,3%.

    Segundo Coelho, o setor de transformados plásticos é um dos quatro maiores empregadores industriais, e dentre os grandes empregadores é o que paga melhores salários e emprega pessoal mais qualificado. Para 2016, ele acredita que haverá um recuo de 3,5% na produção do setor de transformados e de 1,3% no emprego. As exportações, por outro lado, devem seguir com um desempenho positivo de 12%.

    A Interplast é uma realização do Simpesc (Sindicato da Indústria de Material Plástico no Estado de Santa Catarina) e organização da Messe Brasil. A feira é realizada nos anos pares e em 2014 teve 30 mil visitantes de 22 estados brasileiros e 19 países. Estima-se que o evento tenha gerado cerca de R$ 500 milhões em negócios durante sua realização e nos seis meses seguintes.

    “Um evento do porte da Interplast oferece às empresas o acesso a novidades e o intercâmbio de conhecimento e tecnologia para aumento de produtividade”, afirma Coelho, que complementa: “Os números da edição anterior da feira mostram a importância dessa troca de informações: foram 550 expositores de 12 diferentes países, abrangendo soluções e tecnologias nos segmentos de máquinas e equipamentos, transformadores, ferramentarias, embalagens, matéria-prima, periféricos, design e serviços”.

    Pela terceira vez a Euromold Brasil – Feira Mundial de Construtores de Moldes e Ferramentarias, Design e Desenvolvimento de Produtos será realizada paralelamente à Interplast. Simultaneamente também acontece o Cintec 2016 Plásticos – Congresso de Inovação Tecnológica -, organizado pela UniSociesc, e a Rodada de Negócios, uma organização da Bolsa de Negócios e Subcontratação de Santa Catarina BNS/SC.

    Para credenciamento online de visitantes e mais informações, acesse www.interplast.com.br.

     

    Próximos Eventos

    37º Encontro Nacional do Plástico | Edição Online

    27/11/2020 - Online

    Saiba Mais

    © 2018 - ABIPLAST - Associação Brasileira da Indústria do Plástico - Todos os direitos reservados.